rede-rs-cidade-2024-plataforma-brasil-inovador-rio-grande-sul-ceo-sos-plano-reconstrucao-retomada-economica-doacoes-governo-gabriel-souza-ocergs-cooperativa
rede-rs-cidade-2024-plataforma-brasil-inovador-rio-grande-sul-ceo-sos-plano-reconstrucao-retomada-economica-doacoes-governo-gabriel-souza-fenavinho-expobento-bento-goncalves
rede-rs-cidade-2024-plataforma-brasil-inovador-rio-grande-sul-ceo-sos-plano-reconstrucao-retomada-economica-doacoes-governo-gabriel-souza-fenadoce-pelotas-feira

Governo Federal deve oferecer ajuda de R$ 5 mil por família desabrigada no RS

Governo Federal deve oferecer ajuda de R$ 5 mil por família desabrigada no RS

Governo deve oferecer ajuda de R$ 5 mil por família desabrigada no RS

Expectativa é a de que aproximadamente 100 mil famílias possam receber o dinheiro

Agenda do presidente para esta terça-feira (14) prevê uma cerimônia em que novas medidas de socorro aos gaúchos serão anunciadas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve anunciar nesta semana o pagamento de uma ajuda financeira de R$ 5 mil por família desabrigada no Rio Grande do Sul. Até a noite desta segunda-feira (13) ainda não havia sido definido o número de pessoas que poderiam ser beneficiadas pelo auxílio. A expectativa, de acordo com fontes da Presidência e da equipe econômica, no entanto, é de que aproximadamente 100 mil famílias possam receber o dinheiro, pago em uma parcela única.

A medida permitirá, segundo integrantes do governo, que as famílias possam comprar eletrodomésticos, materiais de construção e móveis. O anúncio deve acontecer nos próximos dias. A agenda do presidente para esta terça-feira (14) prevê uma cerimônia em que novas medidas de socorro aos gaúchos serão anunciadas. mas fontes do governo não descartam que o anúncio fique para a visita que o presidente fará ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (15).

A CNN mostrou neste final de semana que as famílias gaúchas também podem ser contempladas por meio do Bolsa Família. O governo Lula pode aumentar o valor das parcelas pagas aos gaúchos que já são beneficiários e ainda incluir quem não está no programa por um tempo pré-determinado. Em entrevista à CNN nesta segunda-feira, o ministro Wellington Dias, do Desenvolvimento Social, disse que haverá uma “folha extra” de pessoas do Rio Grande do Sul entrando no Bolsa Família, com pagamentos ainda em maio.

“Preencheu o requisito? A gente não vai esperar a data de junho”, afirmou Wellington Dias. A ordem, segundo o ministro, é “agilizar” a burocracia. Em maio, 620 mil famílias recebem o benefício médio de R$ 672,74 no Rio Grande do Sul. O governo avalia com cuidado as opções sobre a mesa de olho nas contas públicas. Ao mesmo tempo em que a ordem de Lula é para que os ministérios façam tudo o que estiver ao alcance para dar apoio aos municípios do Rio Grande do Sul e aos gaúchos, a equipe econômica trabalha prezando a necessidade de atenção com a situação fiscal do país.

Ricardo Stuckert/PR
Larissa Rodrigues
Teo Curyda CNN

https://www.cnnbrasil.com.br/